"Mais do que ser primeiro, herói é quem sabe dar-se inteiro e dentro de si mesmo ir mais além."

Archive for Julho, 2010

“Não deixem nada por dizer…”

Para OUVIR, VER e PENSAR…
 

"A minha vida é do tamanho dos meus sonhos."

 

Anúncios

Saudade…

Eu tenho saudades de tudo que marcou a minha vida!
 
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado… eu sinto saudades…
Sinto saudades dos amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei…
Sinto saudades de minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou vir a ter, se Deus quiser…
Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro…
Sinto saudades do futuro, que se idealizado provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser…
Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei… de quem disse que viria e nem apareceu… de quem apareceu correndo, sem me conhecer direito… de quem nunca vou ter oportunidade de conhecer.
Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito; daqueles que não tiveram como me dizer “adeus”… de gente que passou na calçada contrária da minha vida e que só enxerguei de vislumbre; de coisas que eu tive e de coisas que nem sei se existiram, mas se soubesse, decerto gostaria de experimentar…
Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências…
Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar, dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar, das coisas que vivi e das que deixei passar, sem curtir na totalidade, para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi…

  

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades em Japonês, em Russo, em Italiano, em Inglês, mas que a minha saudade só fala Português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.
Aliás, dizem que se costuma usar sempre a língua pátria espontaneamente, quando estamos desesperados, para contar dinheiro, fazer amor e declarar sentimentos fortes, seja lá em que lugar do mundo estejamos.
Eu acredito que um simples “I miss you”, ou seja lá como possamos traduzir saudade em outra língua, nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.
Talvez não exprima, correctamente, a imensa falta que sentimos de coisas ou pessoas queridas.
E é por isso que eu tenho mais saudades…
Porque encontrei uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida e de sentimentos.
Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis, de que amamos muito o que tivemos e lamentamos as coisas boas que perdemos ao longo da nossa existência…
 
(Maria Eugênia – Doce Deleite)
 

 

 

SENTIR SAUDADE É SINAL DE QUE SE ESTÁ VIVO!

 

 

 
 

Next Stage – Probably… the best Triathlon in the World!

Talvez… a lo mehor… maybe…
 
 
The dream is alive!

IRONMAN LIMBURG226 – I LOVED EVERY TERRIBLE MOMENT!

“A maior glória não está em nunca cair, mas sim em levantar-se sempre, depois de uma queda.”

(Confúcio)

 

Já está! Caí e levantei-me várias vezes! Mas adorei cada minuto de dor!

 

Não há palavras para descrever a emoção de cumprir um objectivo há muito estabelecido…

 

Não há palavras para agradecer todo o apoio que recebemos, de grandes amigos, conhecidos, e até desconhecidos…

 

Não há palavras de solidariedade que cheguem para com os meus companheiros de Iron e de outras aventuras e andanças desportivas…

 

Por fim, não há palavras para agradecer ao próprio organizador, Mario Appermans, e respectivos colaboradores, por uma prova perfeita!

 

Vivi cada instante com prazer e natural curiosidade por algo que nunca tinha feito a esta escala; senti cada pequena dor ou desconforto como pequenos “nadas” em algo muito maior; absorvi cada imagem, cada paisagem, cada odor e cada sabor; escutei cada sinal do meu corpo, ignorei cada um dos seus apelos com persistência e determinação…

 

Desfrutei de cada segundo.

 

Nadar no canal foi altamente!

 

Pedalar ao longo do mesmo, num bonito percurso sempre debaixo de sombra, foi fresco e retemperador!

 

Começar a correr pela pista de tartan num complexo desportivo de “província” – de fazer corar de vergonha muitas das nossos supostas “instalações desportivas”- foi um bálsamo; à 1ª passagem pela zona de meta, foi lírico ouvir o speaker anunciar alto e bom som o meu nome e a representação de Portugal!

 

“Bati na parede” nas duas últimas voltas da maratona, mas foi sensacional ser acompanhada pelo Espanhol na recta final da 3ª volta, enquanto ele entrava no funil de meta e eu entrava no corredor adjacente que me levava à 4ª e última volta! O speaker fazia a festa, com o nosso nome e o de Portugal a soarem em cada canto da grande praça cheia de esplanadas!

 

À 4ª e última entrada na recta que conduzia à meta, o Espanhol aparece, já de medalha ao peito, embrulhado numa enorme bandeira de Portugal, e insiste em correr comigo aquele troço até ao funil de meta, enquanto toda a assistência nas esplanadas aplaude! Épico! Entro no corredor enquanto retiro do bolso a pequena bandeira de Portugal que me acompanhou na maratona… O speaker não dá tréguas, e cruzo a meta com um enorme sorriso de felicidade!

 

Se podia viver sem ter feito um IRONMAN?? Poder podia, mas não era a mesma coisa!

 

Algumas curiosidades:

 

Tempo total de prova – 13h16:

 

Natação (3.8kms) – 1h23

Transição – 3:43 (consumo de 1 banana + água)

 

Ciclismo (180kms) – 6h15

Consumo: 3 bidons de água + 2 bidons de isotónica + 4 gels + 1 banana + 5 pastilhas Isostar “High Energy Tablets” + 1 fatia de Panrico

Velocidade média – 29km/h

Transição – 7:57 (consumo de cajus + 1 fatia de Panrico + isotónica + água)

 

Maratona (42.195 kms) – 5h26

Consumo: 3 gels + 1 banana + 5 pastilhas Isostar High Energy + copos de água e coca-cola em TODOS os postos de abastecimento, à ida e à volta.

 

Consumo calórico (apenas Ciclismo e Corrida) – 6713 Kcal

 

Temperatura Média – 29º; acumulado de subidas – 395mts
 

Gráfico do monitor de frequência cardíaca (apenas Ciclismo e Corrida):