"Mais do que ser primeiro, herói é quem sabe dar-se inteiro e dentro de si mesmo ir mais além."

Da TransPirenaica em BTT, para o Ironman LIMBURG226!

A TransPirenaica em BTT, numa extensão de cerca de 1000kms, ligando Llançà na Catalunha, a Hondarribia no País Basco, não é uma experiência que se possa resumir em poucas linhas, ou atabalhoadamente. Por isso, vou deixar o relato desta experiência para mais tarde… Para quando tiver finalmente concretizado (assim espero) o grande objectivo que me impus neste ano de 2010: terminar uma prova de triatlo na distância de IRONMAN – 226kms!

  

 

 

A ida aos Pirenéus poderia parecer positiva, como preparação para o Ironman… Mas não o é. É uma travessia demasiado desgastante, extremamente exigente do ponto de vista altimétrico, uma verdadeira “loucura” para quem tenha ambições relativas para o Ironman. Mas as minhas ambições para o “meu” Ironman resumem-se a apenas uma: TERMINAR!

 

Completar um Ironman, seja em que tempo for, é por si só imensamente gratificante, compensador, louvável e digno de registo! Digo eu… Pois há quem não saiba sequer o que é um Ironman (IM), e se não fosse a popularidade e as vitórias da Vanessa Fernandes, muitos nem saberiam o que é um Triatlo! O IM não é coisa que muita gente tenha vontade ou até coragem para fazer… Ou loucura, se quisermos!

 

Estou a 4 dias de pôr em prática aquilo para que me tentei preparar desde há vários meses, desde o ano passado… É um misto de sensações que sinto, nesta fase: a sensação de que não estou tão preparada como gostaria ou deveria; a sensação de que não podia ter feito mais, face a determinadas condicionantes que foram surgindo ao longo do tempo; a sensação de que muitas dessas condicionantes foram obstáculos colocados no meu caminho como se de um teste à minha determinação se tratasse… Terei vacilado algumas vezes, reconheço-o, sobretudo muito recentemente. Mas desistir nunca; insistir sempre! Faz parte de mim, não volto costas a um desafio. Mas confesso que não estava à espera de tantas contrariedades, sobretudo as que não se materializaram em obstáculos físicos, mas sim em obstáculos invisíveis, uma certa sensação, fundada ou não, de caminhar sozinha…

 

Mas devo aos meus companheiros de Ironman e a vários amigos inestimáveis, o incentivo e o apoio de estarem sempre presentes. OBRIGADA!

 

Porém, não me quero desdobrar em agradecimentos quando ainda nem concretizei o objectivo! Por isso, deixemos tal atitude, imprescindível, para o momento oportuno – para depois do Ironman!

 

Por agora, resta checar pormenores, verificar tudo, tentar estar o mais tranquila possível nestes dias que antecedem algo que pode parecer não ter importância nenhuma para alguns, mas que para mim é muito importante. Tanto mais que foi a forma mais inconformada e pouco ortodoxa que arranjei para marcar o meu 40º ano de vida!

 

Voltarei, com as melhores notícias possíveis (assim espero) sobre esta participação no Ironman! Deixo, para agora, esta citação que traduz na perfeição o que eu sinto sobre a prova:
  

Ironman is all about overcoming obstacles. The challenges start with your training routine, how you manage your work and family commitments with those long sessions that take a lot of your time and energy. The training is 90% of the Ironman experience and is the biggest challenge. Race day is only the celebration of getting to the start line. You will still be tested during the event, be it physically or logistically, but with your Ironman determination you will find a solution and make it to the finish line.” 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s