"Mais do que ser primeiro, herói é quem sabe dar-se inteiro e dentro de si mesmo ir mais além."

Fim de semana de CANOAGEM no ALQUEVA

 
O fim-de-semana passado foi preenchido com cerca de 50 kms de canoagem na albufeira do Alqueva, repartidos pelos 2 dias, em plena autonomia. Quer isto dizer que parámos as viaturas na pequena povoação de Rosário-Alandroal, embarcámos nos kayaks, e não fosse a dada altura termos deparado com uma praia fluvial paradisíaca do lado espanhol, e termo-nos cruzado com algumas embarcações que por ali navegam, e não teríamos visto vivalma e nenhum contacto com a pseudo-civilização durante todo o fim de semana! Nem uma aldeia se via ao longe!
 
Por ali normalmente só se vêem patos, cágados, muitas aves de rapina, cegonhas, garças, alguns corvos, vacas, cabras, ovelhas e… porcos pretos com fartura! Estes na margem espanhola abundam, e parecem gostar muito de andar a chafurdar na água! É impressionante como aqueles animais, que parecem tão trôpegos, se mexem tão bem para subir e descer apressadamente os declives acidentados à beira de água, principalmente quando detectavam a presença humana!
 
A água da barragem parecia sopa, de tão quente! Aportámos numa ilhota para almoçar, tratando-se de uma travessia em autonomia tínhamos levado tudo para a nossa sobrevivência naqueles 2 dias: comida, água, tenda..
 
Foi depois do almoço que tivemos a "visão" do oásis da praia espanhola, e do bar que lá havia, pelo que chegámos à praia não por terra, como é normal, mas pela água, ficando os banhistas muito espantados com a nossa chegada! Fomos comer o geladinho da praxe, pois claro!
 
Voltámos para os kayaks e marcámos o "waypoint" daquele sítio, pois podia ser q quiséssemos voltar… Andámos o resto da tarde a explorar braços da albufeira e tirámos logo um azimute para um local muito aprazível onde montámos acampamento! Não sem antes darmos uns bons mergulhos naquela água morna!
 
Após a janta, e tendo previsto a noite de luar que se avizinhava, ainda fizemos um troço nocturno, e era fantástico apagar os frontais e ficar só com o luar a reflectir na água, naquele silêncio!
 
De volta ao acampamento, acendemos uma fogueira para… assar chouriço!!! Que bem que se está no campo!
 
No dia seguinte voltámos a explorar outros braços, já no caminho de regresso. Passagem obrigatória pelo Oásis para mais um geladinho e toca a pagaiar forte porque o vento tinha-se levantado e íamos levar "tareia" uma boa parte do caminho. Assim foi, com algumas abertas, mas o vento fez-se sentir com alguma intensidade.
 
Fim-de-semana como estes são altamente redentores e reparadores da calma que se precisa para enfrentar a vida diária. Benditos kayaks! E obrigada ao R. pelo convite e aos restantes pela companhia!

5 responses

  1. sarmentocards

    Caro,não podes enviar os dados GPS das vossas paregens?gostava de fazer uma aventura na primavera pelo alqueva mas não encontro informações na net onde possa acampar e passear de kayak.obrigadojsarmento

    18/01/2010 às 11:46

  2. Angel

    Viva.Não consigo responder-te através de mensagem privada pelo Windows Live… As tuas definições de segurança não o permitem. Necessito de 1 endereço de e-mail para poder responder…

    11/02/2010 às 11:57

  3. Olá viva…

    Na busca de informações sobre autonomia no Alqueva em kayak, dei-me de caras com este maravilhoso post, está muito bom, devia ter sido uma aventura e pêras…
    No final do mês de Setembro estou em ir para o Alqueva fazer uma autonomia e necessitava de alguma informação adicional e na ausência de informações na net sobre o assunto, também pediria o favor se fosse possível fornecer os dados GPS , das paragens, rotas etc…
    Ficaria muito agradecido.

    obrigado

    Um abraço.

    10/09/2011 às 10:28

    • Olá.

      Ainda bem que gostou do post e q este serviu pelo menos para aguçar o apetite para aquela zona!

      Eu infelizmente na altura não levei GPS, por isso não tenho o track. No entanto, pedi aos amigos com quem fui alguma informação e o q eles me puderem indicar foi as coordenadas de alguns pontos, a saber:
      LOCAL DE EMBARQUE – N38 36.273 W7 20.963 perto do parque de campismo do Rosário (Alandroal);
      PERNOITA: uma margem bastante recatada, em N38 35.440 W7 15.944;
      PRAIA FLUVIAL que encontrámos a meio caminho (tem café/restaurante e fica na margem espanhola): 38º32’55.52” N 7º17’28.37” W.

      Julgo q consegue ver isto tudo no Google Earth.

      Boas pagaiadas!

      12/09/2011 às 10:23

  4. Muito obrigado pela resposta e pelas coordenadas fornecidas, que vão dar um jeito enorme.

    continuação de boas aventuras e de posts como este.

    16/09/2011 às 2:54

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s